Para o delegado Alessandro Vieira, “lugar de bandido é na cadeia”

Delegado Alessandro Vieira em entrevista a RIO FM em Porto da Folha

Na última sexta-feira, 15.06, o delegado Alessandro Vieira, pré-candidato ao senado pela REDE, concedeu entrevista ao radialista Bob Junior na RIO FM em Porto da Folha discorrendo sobre o cenário político e apresentando seu posicionamento nas diversas áreas que foi questionado.

Para Alessandro Vieira, Sergipe vive um caos na gestão por causa da incompetência dos governantes que administram. E reforçou que não subirá em palanque que tenha pessoas desonestas ou com problemas de corrupção na justiça.

Segundo o delegado Alessandro Vieira, o sistema político posto é todo fechado evitando a renovação, onde os políticos tradicionais impedem o surgimento de novas lideranças para se perpetuar no poder, mas para Vieira, “é hora do povo pegar o seu voto e usar como arma para remover da vida pública os políticos profissionais que querem se manter no poder para se esconder atrás do foro privilegiado ou utilizar o estado para enriquecer”.

Questionado sobre segurança pública, o delegado Alessandro Vieira respondeu que essa área foi abandonada pelos governantes de plantão e exemplificou dizendo que o quantitativo de policiais de hoje é menor que o da década de 90, ressaltando que o tráfico de drogas e o número de meliantes aumentaram. Para o delegado, existe uma inversão de prioridades, onde os políticos preferem investir em festas ocasionais e publicidade ao invés de investir em segurança, educação e saúde.

Na entrevista, o pré-candidato Alessandro Vieira apresentou uma das suas propostas que consiste num plano de segurança nacional, onde a proteção das fronteiras deve ser realizada de forma efetiva pelas forças armadas dificultando a entrada de drogas e armas, o fortalecimento das polícias e guardas municipais e uma reforma do código processual penal, para que os processos seja tramitados de forma mais rápida, porque nas palavras do delegado “lugar de bandido é na cadeia, independente se seja ladrão de galinha ou político de terno e gravata”.

O delegado Alessandro Vieira fez críticas aos atuais parlamentares federais afirmando que nunca fizeram um projeto de lei que beneficie a segurança pública, educação ou saúde, mas se tornaram simplesmente despachantes de emendas federais.

Sobre os possíveis adversários no pleito eleitoral, o delegado Alessandro Vieira enfatizou que a maioria dos pré-candidatos ao senado dos grandes partidos tem problemas judiciais e citou que André Moura, Heleno Silva, Rogério Carvalho já foram condenados na justiça em e que Jackson Barreto foi o pior governador da história de Sergipe.

Relatado sobre uma entrevista de Jackson Barreto, onde o ex-governador relata que o estado das estradas sergipanas está caótica devido ao governo federal que não liberou o Finisa, o delegado Alessandro Vieira disse que falta vergonha para o ex-governador Jackson Barreto, pois um governador que atrasou os salários do funcionalismos público, piorou todos índices nas áreas de saúde, segurança pública e educação, destruiu as estradas e é do mesmo partido do presidente Temer quer agora tirar de si a responsabilidade da péssima gestão. “Basta olhar para os estados vizinhos como Alagoas que é do mesmo MDB do presidente Temer ou para a Bahia que é oposição ao governo federal e ambos melhoram”.

Por último questionado sobre a razão da sua exoneração do cargo de Delegado Geral dado que o trabalho que estava sendo era positivo, o delegado Alessandro Vieira disse que somente o ex-governador Jackson Barreto pode responder e por várias vezes a imprensa o questionou e até o momento ele nunca respondeu.